quinta-feira, 18 de junho de 2009

ilhas: de lucidez

JNAS no Ilhas: diz hoje coisas importantes sobre os mecanismos de reprodução do poder instituído na nossa Região.

Apesar do texto ser por vezes demasiado negativista, acabando a espaços por deitar fora o menino com a água do banho autonómico, coloca algumas dos problemas que (também) acho centrais para a democracia açoriana.

A subsídio-dependência e o clientelismo que gera e, também, o mito do Turismo (na semana em que também descobrimos que os Açores são a região do país onde o turismo tem menos peso na economia), a que o autor inteligentemente chama "a cornucópia".

Vale a pena ler.

Sem comentários: