terça-feira, 9 de junho de 2009

mais do mesmo


Cavaco já acenou com a patrioteira declaração de que é muito importante elegê-lo. Quer fazer esquecer (mas aposto que se lembra muito bem) de que foi durante o mandato de Durão que, entre muitos outros desmandos, Portugal (e especificamente os Açores) foram envolvidos na criminosa guerra do Iraque, que foi durante o seu mandato que se aprovou o fim das quotas leiteiras e outras medidas de liberalização que estão a destruir o que resta da nossa economia.

E Vital? Vai engolir o sapo e fazer o que Sócrates manda? E os deputados açorianos ao PE? Vão aprovar isto? A disciplina de bancada conta muito e, agora que já estão eleitos, PS, PSD e CDS vão concerteza aplaudir a continuação das políticas anti-nacionais de Durão Barroso.

Felizmente, há quem se oponha, em muitas outras bancadas. Será que vamos assisitir uma vez mais à vergonha que foi a inédita repetição das votações para garantir a eleição de Durão?


Uma coisa teremos por certa: com Durão, seja qual for a sua nacionalidade, Portugal não tem nada a ganhar, senão mais do mesmo!

Sem comentários: