quarta-feira, 17 de junho de 2009

Tigran

A 17 de Junho de 1929, há oitenta anos atrás, nascia em Tiblisi, na Geórgia, Tigran Petrossian, um nome, um rosto e sobretudo um estilo que o tornariam famoso em vida, campeão mundial entre 1963 e 1969 (perdendo o seu título para Boris Spassky) e uma referência familiar para os xadrezistas de todo o mundo. O seu estilo fechado, lento, posicional e as suas defesas índias são uma parte essencial do estudo de todos os jogadores, em qualquer lado.

Embora hoje a maior parte dos jogadores de topo pratique um estilo de jogo mais dinâmico e mais aberto, não consigo deixar de pensar que a prudência, calculismo e lenta acumulação de pequenas vantagens que caracterizavam o seu jogo, estão mais perto da verdadeira essência do xadrez: Máxima flexibilidade táctica. Máxima firmeza estratégica.

No fundo, uma lição política. No fundo, uma lição de vida.

5 comentários:

Mariana V. disse...

Só agora reparei que tinhas "xadrez" na lista de tags.
Ando a ver se aprendo a jogar Go. Já jogaste? De repente, xadrez parece barroco. :)

Tiago R. disse...

Amiga, vivo no Faial e já tenho fama de pária social meio doido. Imagina só se agora começar a jogar Go!

Mariana V. disse...

Go só te ficaria bem! Depois podias discursar sobre o eterno equilíbrio (ou falta dele) entre preto e branco, sobre as batalhas cósmicas que representam, e por aí fora. ;)
Terei de te converter um dia...

Tiago R. disse...

Não vai ser difícil.
Está na fila da minha "to do list".

Mariana V. disse...

Boa! Agora só tenho de te apanhar ao vivo e a cores. (Embora haja maneira de jogar online. Mas nada substitui o toque da madeira do tabuleiro.)