quarta-feira, 16 de setembro de 2009

lágrimas de crocodilo (actualizado)



PS, PSD e CDS-PP votam a favor da reeleição do homem a quem os Açores devem maravilhas como a perda da gestão dos nossos mares ou o fim das quotas leiteiras.

Apesar das suas lágrimas de crocodilo, Luís Paulo Alves e Maria do Céu Patrão Neves não faltaram com o seu voto para eleger Durão Barroso.

Ao contrário, Ilda Figueiredo e João Ferreira, convictamente, votaram contra. Afinal quem é que defende os interesses dos Açores?

Actualização: Ao ver a brilhante foto da capa do Público de hoje, tive de a inserir neste post. Porque há imagens que informam e, como neste caso, por vezes de maneira especialmente profunda. Os parabéns ao Público, que continua a ser a referência do fotojornalismo em Portugal e ao fotógrafo que não consegui identificar. Que bom que seria que os nossos jornais regionais dessem mais atenção às fotografias que ilustram as suas edições...

6 comentários:

Anónimo disse...

Pela primeira vez, concordo consigo.

Este homem, depois de ter voltado as costas a Portugal no meio de uma novela inarrável, vai-se governando.

João Cunha disse...

Concordo contigo Tiago, a presidência de Barroso foi lastimável na defesa dos interesses nacionais.

João Bruto da Costa disse...

Acredita nisso?

Está a ser um bocadinho demagógico não?
Ou os deputados do PC votaram contra Durão exclusivamente por essas razões?
Além de que essas questões não dependem do presidente da comissão, como sabe!

Anónimo disse...

A conhecida tabanca "Burgailhau", não asfixia, mas censura descaradamente os comentadores mais afoitos, que numa terra como a Graciosa, se "atrevem" a discordar.

É a liberdade laranja, no seu esplendor.

Tiago R. disse...

Caro João Costa:

Sendo verdade que as decisões que referi dependem do Conselho e não da Comissão, mas o facto é que, se Barroso quisesse poderia transmitir um importante sinal político em sentido contrário. Jacques Delors nunca se inibiu de o fazer.
Mas, pior que isso, na equipa de Barroso (escolhida por ele) constam pessoas como a Senhora Comissária da Agricultura, que se tem mostrado uma feroz inimiga dos interesses dos Açores.
Pior que isso, a Comissão e o próprio Barroso se têm sempre mostrado serviçais fiéis dos interesses do eixo Franco-Alemão, contra os interesses de Portugal.

Tiago R. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.