quinta-feira, 3 de setembro de 2009

o longo braço da censura rosa


Ao que parece, a decisão terá mesmo partido do grupo espanhol Prisa, que assumiu uma posição relevante na Média Capital, detentora da TVI, e que já tinha ditado o afastamento de José Eduardo Moniz. Este, aliás, afirma o que já todos notámos: "Há um cerco à liberdade de informação!"

Resta falar sobre as conhecidas e assumidas ligações do Grupo Prisa a José Rodriguez Zapatero e ao PS espanhol, nomeadamente no papel decisivo que o jornal El Pais teve nas suas últimas vitórias eleitorais. Percebe-se assim melhor a importância das amizades ibéricas para José Sócrates. E fica-me a pergunta: Haverá alguma coisa que o PS não faça para se agarrar ao poder?

4 comentários:

Francisco Costa disse...

A Moura Guedes não me quis ouvir, eu já lhe tinha dito, Manuela bate-lhes, mas devagarinho... ela nunca ligou aos meus conselhos...
Agora vai fazer jornalismo onde?!
Certo que a senhora tinha pouco jeito para jornalista, mas agora é que se lixou por completo...

Anónimo disse...

Desde quando é que Moura Guedes fazia jornalismo no jornal de Sexta Feira?

O que fazia, como muito bem disparou o Sr. Bastonário, eram julgamentos sumários fren às camaras de TV.

O esclarecimento do caso Freeport deve ser resolvido pela justiça e não por reportagens, estações de televisão e jornalistas sem ética.

Anónimo disse...

Vale sempre a pena ver.
Alguém, no seu perfeito juizo, quer ser patão de uma estação televisiva, onde se faz jornalismo deste?

http://www.youtube.com/watch?v=rQQ5-7Zd5ZQ

Tiago R. disse...

Para este anónimo, jornalismo é só à moda do GACS!