terça-feira, 27 de outubro de 2009

coisas que não mudam

Trabalhadores dos aeroportos de Ponta Delgada, Horta e Flores despedidos por terem feito greve



Perante um facto destes não resta muita coisa a dizer, senão assinalar que são este tipo de casos que mostram bem qual é a verdadeira dimensão e limites da nossa euro-democracia modernaça. Há coisas que demoram muito tempo a mudar...

5 comentários:

Anónimo disse...

Olhe que não foi bem assim.....
Olhe que não foi bem assim.....

Tiago R. disse...

Então foi como, caro anónimo?

geocrusoe disse...

Que foi por terem feito greve foi... mas parece-me a decisão é mais uma questão de estratégia empresarial, que se funda em ambiguidades entre competências da Região e do Governo Central, do que nas leis da euro-democracia. Qualquer forma não deixa de ser a imposição dos interesses do mais forte

Nelson Ricardo disse...

É assim esta nossa democracia. Modesta, comezinha, sem querer pôr nada em causa e ai de quem o faça.

Os trabalhadores terão um dia a última palavra sobre o destino do país e não as "administrações".

A Política Dura já está linkado no meu blog.

Abraço.

Tiago R. disse...

Obrigado, Nélson. Tens toda a razão.

Daqui do Política, já se vê a Nazaré vista do Espaço!