segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

na linha da frente


Entre os 30 países analisados no relatório da OCDE, com maior desemprego que Portugal, só mesmo Irlanda, Eslováquia e Espanha.

Um resultado inevitável da abertura imponderada da nossa economia e das "apostas estratégicas" de abandono dos nossos sectores produtivos tradicionais, em prol de supostas especilizações que nuca chegaram a acontecer. Com uma economia frágil e dependente como a nossa, que outra coisa seria de esperar? Os partidos políticos que nos governaram nos útimos 30 anos têm pesadas responsabilidades históricas para assumir.

Sem comentários: