sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

água alta



Preço da água nos Açores vai aumentar

As alterações legislativas que visam preparar a futura privatização do sistemas de captação, tratamento e distribuição de água estão a começar a dar frutos.

De facto, no âmbito da chamada "Estratégia de Lisboa", do tempo de António Guterres, várias directivas europeias têm sido transpostas para a legislação nacional no sentido de acabar com as disparidades no preço da água de concelho para para concelho., forma de criar um "mercado da água" que seja interessante para o investimento privado. Como se calcula, neste caso, não se vai nivelar por baixo, mas sim por cima.

Nos Açores, com sistemas de captação complexos e dispendiosos, com situações de carência de água recorrentes, a coisa vai funcionar ainda pior... e os preços serão ainda mais altos. A Câmara de Angra já está a preparar o terreno para esses aumentos. Outras se seguirão.

Qualquer dia começam a taxar o oxigénio que respiramos. A água é um direito humano dos mais básicos. Não pode estar sujeita aos critérios economicistas do lucro privado!

1 comentário:

Anónimo disse...

"A água é um direito humano dos mais básicos"

Sem dúvida.
Na torneira ou na fonte?

No caso de ser nas torneiras de casa, quem é que paga a captação, o tratamento e o transporte?

Os contribuintes?
São Pedro e São Paulo?
Os ricos?
Os pobres?
A CEE, com o suor dos alemães?
As clases operárias e o proletariado?
Os consumidores?