terça-feira, 12 de janeiro de 2010

a democracia começa na escola


Identificação de estudantes em protestos, processos crime, ameaças, coacções, impedimento de realização de Reuniões Gerais de Alunos, há de tudo nas escolas portuguesas, onde parece que o tempo andou 36 anos para trás.

Naturalmente que as Direcções Regionais do ME têm a primeira responsabilidade, até pelo exemplo que dão na sua própria actuação para com os docentes em protesto, mas não só. São responsáveis os que apoiam, os que denunciam, os que pactuam e os que calam: Professores, pois, pais e os alunos eles mesmos. Portugal andou muito para trás em termos de cultura democrática nos últimos anos. A situação é tanto mais preocupante quando nas nossas escolas já se anda a ensinar às gerações mais novas a obedecer, a não questionar e, sobretudo a calar. Que futuro andamos a construir?

Sem comentários: