segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

sem alternativa


O desemprego vem agravar ainda mais as difíceis perspectivas dos que procuram a reabilitação e reintegração na sociedade.

A obrigatoriedade dos grandes concursos públicos internacionais orientados para as grandes empresas prejudicam a capacidade de intervenção dos municípios que, mesmo a um nível micro, podem fazer toda a diferença para as pessoas envolvidas.

Para os ex-toxicodependentes, há muito que deixou de haver alternativas.

1 comentário:

geocrusoe disse...

Seja bem-vindo.
Quanto à inexistência de alternativa para os ex-toxicodependentes na Alternativa, tenho de reconhecer que, infelizmente, vejo mais políticas de protecção de toxicodependentes do que recuperação destes.