sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

valeu a pena (actualizado)

Acordo põe fim a quatro anos de conflito entre Governo e professores

Que ninguém se engane: a vitória conquistada ontem pelos professores não resultou de nenhuma benesse vinda da generosidade de José Sócrates. Não. O PS não fez nenhuma profunda reavaliação e concluiu que afinal não tinha razão na sua teimosia. Não.

O que os professores conseguiram ontem conquistaram-no nas ruas primeiro e nas urnas depois. Não tivessem eles conseguido das maiores mobilizações do pós 25 de Abril e o resultado teria sido diferente. Não tivesse o PS, também por força da luta dos docentes, perdido a sua maioria absoluta e Isabel Alçada seria apenas a fotocópia renovada de Maria de Lurdes Rodrigues. É importante não esquecer. E também lembrar que lutar vale a pena!

Actualização:

Para calar a boca aos que acusavam os sindicatos de professores de terem "exigências impossíveis" ou de "não quererem ser avaliados", vale a pena clicar aqui e ler o acordo que foi ontem assinado com o Ministério. Afinal porque é que José Sócrates recusava isto no anterior Governo?

Via: Navegador Solitário

1 comentário:

Anónimo disse...

Assino por baixo,

Nuno