sexta-feira, 11 de junho de 2010

dois cartoons valem mais que mil palavras


9 comentários:

Anónimo disse...

O comunismo sempre valorizou grafittis, sobretudo os clandestinos, pinturas revolucionárias e cartoons.

Na Coreia do Norte, um dos últimos paraísos marxistas da Terra, abundam grafittis com mulheres embandeiradas, com ar de poucos amigos e punho cerrado, botas de soldado sobre cabeças capitalistas e do "grande líder" a olhar o horizonte.

Tiago R. disse...

Devia ir dizer isso aos norte-coreanos.
eu, pessoalmente, sou português.

Anónimo disse...

A ideologia e a prática comunista é igual em todos os cantos.
Em Cuba, na Coreia do Norte, na ex-URSS e nos ex-paraísos da europa de leste.
Tudo falido.
Tudo obcecado.

Tiago R. disse...

A sua vontade empedernida de a alhos responder com bugalhos e a triste ignorância que alardeia ao tentar pateticamente misturar países e sistemas que não têm nada a ver (nem uns com os outros, nem com o PCP) mostra bem quem é que está falido e obcecado.

Anónimo disse...

Não foi o PCP, o das amplas liberdades, criado e sustentado nas imediações do Cremlin pelos dirigentes comunistas russos?

Não era o PCP que dizia ser o comunismo sovietico o farol do mundo?

Não eram os dirigentes cubanos, russos, bulgaros e romenos que se passeavam nos congressos do PCP?

Tiago R. disse...

Não, caro anónimo:

o PCP não foi criado pelo Kremilin (com K), mas sim, fundado em 1921, décadas antes de qualquer um dos partidos actualmente existentes.
E foi esse mesmo PCP que chegou a ser expulso da Internacional Comunista por discordar da linha adoptada nos anos 30.
E foi esse PCP que disse que a União Soviética era um exemplo em termos da possibilidade de se criar uma sociedade de pleno emprego e plenos direitos sociais gratuitos garantidos a todos os cidadãos (e eram 264 milhões de habitantes, não apenas 10).
Estude!

Tiago R. disse...

Ainda:
Viu nos congressos do PCP algum dirigente norte-coreano?

Anónimo disse...

Eu, liberal convicto, gosto dos comunistas por isto: tem sempre argumentação.

É evidente que o Kremlin ou Cremlin foi linheiro....

A propósito, dizem que Mendvedev mandou abrir arquivos. E não é que se prova que os tais trinta mil soldados Polacos foram fusilados por ordem do grande lider Stalin?

Tiago R. disse...

Caro "Cabeça de Touro":
Este blog não admite insultos. Nem de direita, nem de esquerda.
Por isso o seu comentário foi removido.