segunda-feira, 30 de agosto de 2010

isto é que é gerir

Em 2009 o IAPMEI investiu €8 milhões em 3 empresas que faliram ou estão prestes a falir. Este ano a situação repete-se.

Os tempos estão difíceis para as empresas, todos o sabemos, mas as trajectórias relâmpago destas entidades empresariais beneficiárias de apoios públicos são verdadeiramente surpreendentes.

A facilidade de criação de empresas "à lá minute" tem aberto as portas a muitos oportunismos. Não é só por cá pelos Açores que se criam empresas só para ir embolsar os subsídios. A situação choca um pouco mais quando vemos marcas conhecidas envolvidas neste tipo de actuação.

E, entretanto, a administração (politicamente nomeada) do IAPMEI mantém-se em funções e continua a acumular incompetências como se não fosse nada??? Em qualquer outro país teriam sido prontamente substituídos. E muito bem!

2 comentários:

Aníbal Pires disse...

Bom regresso à blogosfera.

Abraço,

geocrusoe disse...

Entretanto, são capazes de criar problemas a muitos que realmente pretendem investir o seu dinheiro...
desculpa lá a publicidade, mas é a base deste comentário
http://wp.me/pGd7y-hT