quinta-feira, 23 de setembro de 2010

a revisão constitucional é uma arma


Em reacção à tomada de posição do PSD Açores, o PS apresenta precipitadamente um projecto próprio, relativo à extinção do cargo de Representante do Presidente da República, para ser discutido e aprovado no Parlamento num prazo de 24 horas! Como de costume, à pressa e sem discussão, com a força, que não a razão, da sua maioria absoluta.

Na República como na Região PS e PSD continuam desenvergonhadamente a utilizar o processo de Revisão Constitucional para as suas guerrilhas partidárias e, sobretudo, para inventarem diferenças políticas em relação ao acessório. Porque em relação ao essencial, a nova carga de sacrifícios que querem impor ao Povo Português, estão irmanados num jubiloso acordo. Perante a situação que os Açores atravessam era isto urgente? Era isto o prioritário?

2 comentários:

Flávio Gonçalves disse...

Parece-me pouco uma revisão, por mim exigia já uma Transição Constitucional!

Tiago R. disse...

Para uma transição constitucional é favor tomar o poder pela força.
Mas olhe que é capaz de haver quem se oponha...
;)