quinta-feira, 14 de outubro de 2010

sociedade do conhecimento à portuguesa

4 comentários:

Anónimo disse...

Estamos na vanguarda nas energias renováveis.
É a imprensa estrangeira que o diz.

Tiago R. disse...

E na idade média das condições de trabalho para os cientistas em Portugal!
(até porque os nossos melhores há muito que já rumaram a universidades estrangeiras!)

Anónimo disse...

Há qualquer coisa que no discurso não é dita.
Temos por aí muito «cientista» que quer comer do estado - dos impostos de todos, entenda-se - sem nada produzir.
Quem tem trabalho feito, com provas dadas, mais tarde ou mais cedo é valorizado, não necessitando dos impostos de ninguém para trabalhar.

Nisto como em tudo, quem mais refila, é quem menos produz.

Anónimo disse...

Se calhar tem a ver com o facto de os nossos melhores cientistas não estarem para trabalhar em laboratórios sem água e sem telefone por falta de verbas, ou por não lhes apetecer serem precários até aos 50 anos e se pirarem para o estrangiero, digo eu.