sábado, 19 de novembro de 2011

a Olga é um ser humano


Ao ler a bela reportagem do Paulo Moura no Público de hoje sobre a situação social da Grécia, lembrei-me do artigo 23º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que transcrevo:


Todos nós conhecemos, também por cá, muitas Olgas e outros seres humanos que se vêem privados do factor mais básico para a realização pessoal e social. As políticas de ruína e austeridade que querem impor aos nossos países põem em causa muito mais do que a prosperidade ou a estabilidade económica. Assistimos a uma tentativa de destruição dos nossos direitos humanos e, nomeadamente, do mais básico e fundamental de todos eles: o direito a ser feliz. O que este Governo e esta UE estão a fazer aos europeus é, a todos os títulos, um crime contra a humanidade.

1 comentário:

Anónimo disse...

esse artigo 23 eh comico, eu quero ser director de banco, vou exigir o meu direito legal (livre escolha) !