quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

a anti notícia


Por de trás do título "Governo quer proibir cultivo de OGM mas abre porta no futuro" esconde-se o facto, que o subserviente jornalista conseguiu não mencionar uma única vez, que, afinal, o que estava em discussão na Comissão Parlamentar onde foi ouvido o Secretário da Agricultura, era uma proposta do PCP Açores para proibir esse cultivo no nosso arquipélago!

A direcção do Açoriano Oriental nunca perdoou ao PCP ter denunciado à Comissão Nacional de Eleições a propaganda eleitoral ilegal que o AO fazia ao PS, o que levou, na altura, ao afastamento de Aníbal Pires das suas colunas de opinião. Continuam hoje, por isso, activamente, uma campanha de silenciamento sistemático e permanente do PCP, que não tem paralelo em qualquer outro órgão de comunicação social da Região. O que é triste é ver profissionais sérios a participar nisto.

6 comentários:

Anónimo disse...

tenho uma pergunta

http://economico.sapo.pt/noticias/jeronimo-diz-que-saida-de-portugal-do-euro-pode-ser-a-solucao_133293.html

como e' que o pcp consegue ser simultaneamente a favor da saida do euro mas contra a descida de ordenados ?

Tiago R. disse...

Para entendê-lo é preciso ler mais do que o título da notícia.
Eu transcrevo: "O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou hoje que a saída de Portugal da moeda única pode ser uma solução, mas apenas "COM CONTRAPARTIDAS E GARANTIAS PARA O DESENVOLVIMENTO" DO PAÍS."

Ajuda a esclarecer?

Anónimo disse...

Nao ajuda muito pois uma saida do euro para ser eficaz passaria sempre por uma perda do poder de compra, mesmo com as ajudas.

Tiago R. disse...

Não forçosamente, porque, há semelhança do que aconteceu em 1983, poderíamos, eventualmente socorrer-nos do mecanismo cambial. Mas sim, perda de poder de compra provavelmente haveria sempre. Agora, poderia não ser o absoluto empobrecimento do país que PS, PSD e CDS estão a impôr a Portugal.

Anónimo disse...

http://www.jornaldiario.com/ver_noticia.php?id=38547

e aqui fala em PCP?

mania da perseguição

Tiago R. disse...

Aqui estamos perante o hábito do nosso Governo, para não ter de aprovar uma proposta da oposição, apresenta uma quase exactamente igual à do PCP.
Mas o jornalista(?) do Jornal Diário não achou que isso fosse relevante.